31 de dez de 2010

Poema pra quando eu voltar


Quando regressar a essa terra,
desejo sentir essa brisa do mar tocar minha pele.
Desejo caminhar pelas ruas de cabeça erguida,
sem medo de atravessar a próxima esquina.
Sem me arrepender do que não fiz,
e perceber que tudo aquilo que fiz foi necessário.

Quando eu voltar quero encontrar mais olhares de alegria,
lágrimas de emoção,
sentir o coração bater mais forte ao lhe ver novamente.
Não me preocupar com o que você acharia de mim agora,
nem o quanto pensei se estaríamos juntos algum dia.
E ainda assim te abraçar bem forte e ter a oportunidade
de falar tudo aquilo que senti por ti mas que em outras ocasiões não
fui corajoso bastante pra dizer.

Não é minha intenção te fazer avaliar os prejuízos,
nem cobrar os danos.
Somos inocentes,
somos imaturos ainda.

Desejo voltar mais forte,
mais bonito, mesmo que ninguém aprecie.
Mais simples, pois assim sou eu.
Menos solitário nos dias de segunda-feira.
Mais homem perante as situações da vida.
Mais carinhoso com meus amores,
menos ingênuo quando desnecessário.

Aos que amo agradeço por tudo,
agradeço pelo carinho,
atenção e dedicação confiada a mim.
Aos que pouco me conheceram, quero dar-lhes uma oportunidade.
Aos que me foram obstáculos,
desejo um outro caminho afinal passei por por vocês.
Aos que riram comigo, apenas um simples sorriso a mais.
Aos que fiz derramarem lágrimas, minhas sinceras desculpas.

Por fim, perceber que um menino
ainda está aqui agora, na alma,
essência de tudo,
virou ele mesmo,
independente se alguém não olhar por ele.
E não mais falar dele em terceira pessoa.
Egoísmo... talvez.
Ser eu mesmo... seria mais adequado agora.

Ah, quando eu voltar...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...